A podoposturologia é uma área do conhecimento que auxilia o fisioterapeuta na abordagem postural. É uma metodologia de prevenção e tratamento que busca integrar os conhecimentos entre a influencia dos pés e a postura

Objetivo:

A podoposturologia tem como objetivo prevenir e tratar os transtornos da postura e do equilíbrio por intermédio dos receptores do pé. É indicada a todos os indivíduos que têm dificuldade de permanecer em pé ou sofrem nessa postura.

O nosso corpo possui muitos receptores, que são responsáveis por avisar o nosso cérebro de como está o nosso corpo no espaço e eles controlam as variações de tensão muscular e aos alongamento. O cérebro processa a integração das informações deles mais as visuais, vestibulares, cervicais, auditivas e as do aparelho locomotor.

Através dessas informações o cérebro ajusta o corpo para haver o equilíbrio.

A Reprogramação Postural ocorre quando os receptores da região plantar (possuem limiares muito sensíveis detectando pressões na ordem de 300 milesegundos) são ativados por uma deformação mínima da pele (5 microns) através de micro relevos que são colocados nas palmilhas. Estes elementos e/ou barras colados nas palmilhas posturais estimulam o sistema postural .Existem regiões específicas na planta dos pés cuja estimulação provoca uma modificação do tônus postural e um reposicionamento da obliqüidade da pelve, assimetria muscular da coluna vertebral.

Elaboração das palmilhas posturais proprioceptivas:

A escolha dos elementos ou barras da palmilha será feita em função de uma breve avaliação fisioterapêutica, através de uma avaliação postural e através do protocolo CNNT. O processo inicia-se por um plantigrama dos pés do indivíduo. Para uma avaliação mais eficaz a plantigrafia pode ser complementada por exames como a baropodometria computadorizada, a estatocinesiometria e a estabilometria, e se preciso radiografias.

Em seguida a palmilha será adaptada no calçado desejado, e o paciente poderá utilizá-la de imediato.

As palmilhas proprioceptivas comparada às palmilhas clássicas, são mais finas, macias e flexíveis. Os elementos ou barras (relevos) são mais finos, menos traumatizantes e mais fáceis de limpar. Além de se adaptar em qualquer tipo de calçado, seja ele esportivo ou social.

Indicação de uso das palmilhas posturais proprioceptivas:

    • Sintomatologia intrínseca do pé
    • Dores músculo tendíneas do membro inferior
    • Dores da coluna vertebral

Prescrição de palmilhas é feita de acordo com a marcha, perna curta, pé cavo, pé plano, esporão de calcâneo, neuroma de Morton, calcâneo valgo, calcâneo varo, metatarsalgias, hálux valgo (joanetes) e tendinites de Aquiles.

Podem ser tratadas também pelas palmilhas posturais proprioceptivas:

      • As apofisítes de crescimento (doença de Freyberg)
      • artrites
      • cuboides dolorosos por tensão do ligamento dorsal-escafóide-cuboideano
      • tensão dos fibulares laterais e do ligamento lateral do tornozelo
      • hiperlassidão ligamentar, mioaporeurose plantar, apofisítes posteriores de calcâneo (Doença de Sever)
      • bursite retrocalcaneana
      • pé diabético
      • periostíte tibial
      • fratura de fadiga (stress)
      • joelho em flexo unilateral
      • dores na região da inserção de sartório
      • semitendinoso e grácil (Pata de Ganso)
      • lombalgias, entre outras

O emprego das palmilhas posturais é apenas um método de tratamento e é importante complementar o tratamento com outras técnicas do domínio da fisioterapia, e o emprego de tratamentos paliativos (analgésicos e antiinflamatórios).