Entenda porque a técnica ficou  tão  reconhecida no  meio  médico e é tão recomendada.

Em 1883 , Joseph Hubertus Pilates (1883 – 1967) foi enfermeiro e inventor do método Pilates de condicionamento físico na Alemanha. Pilates é um método que é usado para treinar a partir da combinação de diversas modalidades, passando pela ioga, a ginástica.  O método Pilates, batizado pelo seu criador como contrologia, tem por base exercícios que ajudam a melhorar a tonificação dos músculos através de uma sucessão de movimentos fluídos. É importante salientar que o  método  não  exclusivo  da área de fisioterapia, e qualquer pessoa pode aprender o  método e aplicar. Entre tanto, com  se trata de movimento, e a fisioterapia é especialista em cinesiologia  ( a ciência que tem como objetivo a análise dos movimentos) a classe usa o método para ensinar , e equilibrar a função  dos músculos em nosso  corpo, muitas vezes chamado de pilates clinico.

Inúmeros artigos científicos são  lançados por ano no  meio acadêmico, comparando  o método com os demais tratamentos de cadeias, como  o RPG, ISOSTRETINHG, GDS e outros

Mas a sua fama se deu exatamente pela junção maravilhosa de técnicas no  método. O praticante não  percebe, mas em uma aula conseguimos realinhar  o  eixo  corporal, trazendo  tonicidade para músculos que já não  mais sabiam fazer força, trabalhamos a mobilidade dos nervos que devem ter seus caminhos livres de aderências, que normalmente ão  geradas pela falta de movimento.

Outra vantagem muito importante é que conseguimos ganhar comprimento muscular através de alongamentos recíprocos, ou seja, sem ficar mantendo  o  alongamento que por muitas vezes é dolorido e chato de se fazer.

Um dos princípios mais enfocados por Joseph Pilates, é o  de controle do  movimento, pois com ele você aprende a estabilizar o corpo, tendo maior percepção corporal e maior desempenho do seu  corpo.

Mas ficou mesmo  conhecido pelas mulheres, que devido a ativação  da musculatura abdominal chamada de POWER HOUSE (hoje não mais usado da mesma forma), promove uma ativação da musculatura dessa região, diminuindo  a cintura e dando a impressão  de emagrecimento.

Pilates não  é melhor atividade para quem esta pensando  em perder peso, mas pode ser modificada para que o  gasto  calórico  seja intensificado, tendo  assim uma perda calórica significativa.

Os médicos indicam muito o  método, devido ao  ajuste biomecânico, chamado  popularmente de postura, como  descrito neste artigo , tonifica a musculatura, prevenindo as articulações de impactos que podem desencadear dor ou até mesmo outras patologias.

Mas temos que tomar alguns cuidados quanto ao  eleger um estúdio/ clinica para fazer o tratamento:

  • Quem esta dando o método: procurar saber se o profissional que esta dando o  método  é formando e tem conhecimento de patologias biomecânicas, e se já pegou  casos  semelhantes ao seu,
  • Avaliação: é importante ter uma avaliação inicial, e periódicas, para observar sua melhora e desenvoltura, até mesmo para progredir nos exercícios.
  • Manutenção: os equipamentos devem ter manutenção constante, para cuidados com as molas, elásticos e bolas.
  • Condução das aulas: dependendo do  seu  caso a aula deve ser individual, e depois passado  para grupos. Existem estúdios que aplicam o  método original, e dão aula para mais de 8 alunos por turma. Seu caso deve ser bem avaliado.
  • Aula experimental: a grande maioria dá uma aula experimental para que você entenda o método e conheça como é fazer os exercícios. Nessa aula é possível você identificar o  conhecimento  de seu instrutor. É bom ressaltar que algumas são

É importante deixar claro que a maioria dos médicos quando  fazem a indicação de uma técnica fisioterapêutica como RPG, PILATES entre outras…é movido  por resultados de pesquisas cientificas, entre tanto, o  fisioterapeuta é formado para fazer o  diagnóstico diferencial biomecânico e é ele que elege a melhor técnica para o seu  caso.

Vale procurar por clinicas onde hajam profissionais com diversas técnicas, pois ele não  vai  te forçar  e justificar que aquela técnica é a melhor sendo que só tem uma para apresentar.

Até porque quando  falamos de dor já se sabe que todo e qualquer processo de dor é multifatorial, http://www.producao.usp.br/handle/BDPI/38487 , sendo assim, quanto mais ferramentas o  avaliador tiver, mas assertivo será seu tratamento e recuperação.

Roberta Cavenaghi

Crefito 3/72489-F

Gostou desse artigo?

Deixe sua observação e compartilhe com amigos que sofram desse mal.